Um dos objetivos de KEY 1.0, é promover a inovação na aula de ciências, utilizando a discussão entre pares como ferramenta de aprendizagem.

Existem várias formas de ensinar pela discussão. O trabalho que mais utilizamos no âmbito de KEY 1.0, é o do Eric Mazur, professor de física da Universidade de Harvard e portavoz do método peer instructions.

Podemos pensar na aprendizagem como um processo que acontece em duas fases. Na primeira, conhece-se um conteúdo novo prestando atenção a um orador ou lendo um texto. Na segunda fase, os alunos refletem sobre o conteúdo aprendido e formulam uma sua compreensão.

No ensino tradicional, os alunos são acompanhados na primeira fase e são deixados sozinhos na segunda. Peer instructions inverte esta a situação, e dá ao professor um papel  crucial especialmente na segunda fase. Pede-se aos estudantes que estudem em casa o conteúdo que se vai tratar na aula seguinte, durante a qual a professore segue o esquema seguinte:

1) Faz uma breve apresentação duma parte do conteúdo em questão.

2) Coloca uma pergunta à turma relativa a esta breve apresentação. Cada estudante responde individualmente.

3) Caso menos de um terço da turma tenha respondido corretamente, volta ao ponto 1)

4) Caso mais de dois terços da turma tenha respondido corretamente, salta para o ponto 9).

5) Caso as respostas corretas sejam entre um e dois terços, os alunos discutem entre eles. Quem respondeu corretamente, mais provavelmente terá compreendido melhor, e terá mais possibilidades de convencer quem não respondeu corretamente.

6) Volta-se a colocar a questão.

7) Caso as perguntas corretas tenham aumentado significativamente, o objetivo da discussão foi atingido. Pode-se passar ao ponto 9)

8) Caso as perguntas corretas não tenham aumentado significativamente, recomeça-se do ponto 1)

9) A professora dá uma breve explicação da resposta correta, que a maioria da classe já percebeu, e passa para um outro assunto.

Para saber mais, leia os artigos que sugerimos nesta página.

Anúncios